A VIOLÊNCIA DEVE SER SUPERADA COM A OPRESSÃO? OU COM A COMPREENSÃO?



 

A QUESTÃO DO DESARMAMENTO TEM SIDO MUITO DISCUTIDA E REFLETIDA PELA MÍDIA E PELAS PESSOAS, O QUE TEM GERADO GRANDE POLÊMICA E CONTROVÉRSIA.

COMO ENCONTRAR PAZ NA NOVA ERA DO MENTALISMO. 
 


“A TERCEIRA VISÃO” NA GRANDE CRUZADA DE ESCLARECIMENTO PELA CAMPANHA DE ADESÃO À SAÚDE E PAZ PARA ELIMINAR AS INDÚSTRIAS DE ARTEFATOS BÉLICOS DA FACE TERRÍCOLA! 



Existem aqueles que defendem que a população tem o direito de andar armada para a própria defesa, já que vivemos tempos de grande violência urbana outros, por sua vez, afirmam que quem deve fazer a segurança dos cidadãos e livrá-los da violência é a polícia, e desta forma a população não deve andar armada, pois os civis não possuem treinamento para manusear armas de fogo. 
Existem ainda aqueles que aprofundam ainda mais a questão, dizendo que a população não deve andar armada, mas o governo tem por dever tomar as medidas cabíveis para reduzir a violência que afeta, principalmente, os grandes centros urbanos. 
A questão é ainda mais delicada e profunda uma vez que a violência surge da mente do ser humano e a sociedade não sabe se organizar de forma adequada, não sabe dividir os recursos naturais e econômicos de forma coerente, isso leva a exclusão social que por sua vez leva à violência. Em vez de tomarmos medidas efetivas que visem ao bem-estar de todos, buscamos soluções superficiais, como a repressão policial. 
Atualmente até a polícia está falida e, a população, com medo, empunha armas na tentativa de se auto-defender da violência. 
DIANTE DISSO CONCLUÍMOS QUE NA VERDADE TODOS OS DESATINOS E TODAS AS DESGRAÇAS HUMANAS SURGEM DE NOSSAS PRÓPRIAS ATITUDES. 
Precisamos, portanto, MUDAR NOSSA ATITUDE, necessitamos deixar de ser egoístas para nos tornarmos ALTRUÍSTAS, promovendo a inclusão social, e gerar condições para que todos os seres humanos possam viver com LIBERDADE e DIGNIDADE. 
Quando atingirmos este ponto, ninguém mais precisará usar armas, pois não haverá do que se defender. 
Quando todos aprenderem a viver em harmonia, num ambiente de plena liberdade e ajuda mútua, não haverá mais armas nem violência. 
Não se pode responder à questão se as pessoas devem andar armadas, com um simples ‘sim’ ou ‘não’. 
É NECESSÁRIO QUE COMPREENDAMOS QUE A VIOLÊNCIA SURGE DE NOSSAS ATITUDES ERRADAS E EQUIVOCADAS QUE TEMOS, AO NOS RELACIONARMOS COM OS OUTROS SERES HUMANOS. 
Somente através da compreensão da funcionalidade do psiquismo humano, é que poderemos superar a ignorância a qual estamos mergulhados. Do momento que percebermos estarem todos os seres humanos, bem como, toda a vida do planeta, formando uma teia indivisível, complexa e interconectada, é que surgirá naturalmente o sentimento de UNICIDADE com o TODO. A partir desta nova compreensão, passaremos a trabalhar pela felicidade do próximo, não por uma imposição moral e, sim, pelo fato de termos consciência de que o meu bem-estar depende do bem-estar geral, pois eu estou ligado a todas as outras formas de vida. Deste novo entendimento da vida, caem por terra os sentimentos negativos de egoísmo, medo e intolerância, e assim poderemos viver em um mundo livre de violência. Quando atingirmos este grau de maturação em relação a nossa existência, estaremos compreendendo a vida como um todo integrado. 
Isto significa deixar surgir naturalmente o AMOR, a COMPAIXÃO e a LIBERDADE. 


______________________________________________________________________________
ANDRÉ LUIZ D. PAULA 

 


Comentários